quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Capítulo.16

Capítulo.16


-Espere só um bocado.-disse a senhora da recepção do estúdio com nariz empinado.
-Claro.-suspirei sentando-me numa cadeira azul ao lado de uma planta.Agora tinha de estar na sala de estar só para ver o Harry.Não era normal.
Passado meia hora a rapariga de recepção disse que iria chamar o "Sr.Harry",como se eu não pudesse muito bem entrar lá por mim mesma.
-Olá.-cumprimentou olhando para o relógio da parede,que estava ao lado da mini televisão,suspirei fingindo que não tinha reparado nisso.
-Olá,eu queria falar contigo.
-Ok,mas tem de ser rápido que precisamos mesmo de ensaiar.-avisou quando verificava os emails no seu novo telemóvel.
-Desculpa.-pedi quando nos sentámos nos bancos da rua ao pé da estrada,ele desviou a cara da porta do estúdio surpreendido.
-A sério?
-Sim foi uma estupidez.-expliquei seguindo os conselhos da Beatriz e da Vanessa,ele sorriu,era óbvio que não estava á espera que eu cedesse tão facilmente.
-Bem nisso tens razão.E também fui um bocado parvo,desculpa.-pediu,sorri porque achava que não tinha sido só um bocado.-Bem é bom saber que estamos de acordo,agora tenho de ir.
-O quê?-exclamei quando se levantou atendendo o telemóvel.
-Já estou atrasado eles estão lá dentro á minha espera.-disse afastando o telemóvel da cara,abri a boca surpreendida á espera que ele estivesse a gozar.-O que é?
-Nada.-disse baixo olhando para os meus joelhos,estávamos mesmo iguais áquele casal do avião.
-Espera...-pediu e acabou a conversa ao telemóvel.-O que é que se passa?
-Nada,a não ser que daqui a bocado já nem nos falamos porque tu simplesmente não tens tempo sequer para uma conversa de cinco minutos.-elevei a voz,ele franziu o sobrolho até parecia que não era verdade.
-Bem eu tenho um emprego.
-Eu também...
-Pois mas o meu é mais importante e envolve mais tempo.-exclamou,abri a boca,não estava mesmo á espera daquilo.
-Tornaste-te um parvo,tal e qual os outros.-disse levantando-me,não sabia muito bem como voltar para casa,mas sempre podia apanhar um taxi,tudo era melhor do que estar ali.
-É verdade.-disse mais baixo,virei-me para ele furiosa até que o Liam se aproximou.
-Desculpem,mas Harry temos de ir.Tudo bem Diana?
-Sim está tudo óptimo como podes ver.Olha e que tal falares com e Emma?E se calhar contares-lhe algumas coisas que aconteceram,a Leonor não tem andado muito bem sempre podias ter-lhe dito alguma coisa.-disse virando-me para ele,que gaguejou umas palavras e foi-se embora ansiosa para sair dali.
-Diana falamos depois,amanhã ás dez,pode ser?
-Não posso estou a trabalhar.-disse acentuando a última palavra.
-Vá lá não dificultes.-pediu olhando nervosamente para o estúdio,franzi os olhos.
-O qué?É verdade,porque eu trabalho,sabes?
-Diana...
-Deixa estar,eu também não acho que tenhamos muita coisa para dizer.-respondi suspirando.
Tão chateada que estava atravessei a passagem de peões sem sequer lembrar-me de olhar para ver se algum carro estava a passar,o que aconteceu mal dei dois passos...

6 comentários:

  1. Adorei a tua historia..visita o meu blog e comenta:
    http://escritonoteuceu.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Adoro a tua história! :D
    Continua, quero mais...
    Beijinhos

    PS: Tenho uma coisa para ti em http://mylove1414.blogspot.pt/2012/09/liebster-blog-award.html

    ResponderEliminar