segunda-feira, 30 de julho de 2012

Capítulo.59-penúltimo

Capítulo.59-penúltimo


-Sim mas despache-se.-disse,sorri abanando ligeiramente a cabeça e fui ter me sentar á mesa ao lado da do Duarte,reparei que já estavam duas raparigas sentadas na mesa ao lado dele mas ignorei isso e sorri-lhe.
-Porque é que não me disseste nada?-perguntei e ele sorriu.
-Eu ia dizer mas tu nunca mais te calavas e também queria ver qual ia ser a tua reacção.-respondeu,sorri também "Parece que vai ser muito mais fácil do que eu pensava" pensei ainda sorrindo.
-Alguém sabia disto?
-A Teresa e acho que a Ana.
-E não me contaram nada!-exclamei baixinho chateada.
-Bem eu queria que fosse uma surpresa,e sabes se soubesses já não seria uma surpresa.-disse,ri-em,as raparigas olharam para mim com uma cara mortífera,portanto lá me calei durante um bocado,mas quer dizer quem é que poderia ficar calado depois de uma surpresa daquelas?A meio da aula senti o meu telemóvel a tremer,era a Teresa:"Já soubeste??" ,sorri e respondi :"Sim!!Nem acredito!"
Quando tocou levantámo-nos e saímos do edifício das salas e fomos lá para fora.
-Não queres ir ter com as tuas amigas?-perguntou-me,encolhi os ombros.
-Acho que elas percebem.-disse e beijei-o,ainda não queria acreditar no que se estava a passar.
-Bem,só mesmo para ter a certeza tu vais mesmo ficar cá,não é?-perguntei só mesmo para ter a certeza e para bem,depois não ter uma grande desilusão.
-Claro que vou ficar.-disse sorrindo,respirei fundo de alívio por uns segundos tinha pensado mesmo que aquilo podia ser só uma passagem.
-Graças a Deus.-disse,sorrindo,fômo-nos sentar num banco de madeira até que tocou e fomos para dentro.
-Olá!Então já não nos falas?-perguntou logo a Joana quando eu fui ter com elas depois da aula.
-Olá,claro que não!-exclamei sorrindo,ela levantou as sobrancelhas.
-Não é preciso dizeres nada,nós já o vimos.-disse a Leonor,revirei os olhos sorrindo.
-Bem mas algumas novidades?-perguntei,e,pronto,daí começámos a falar de tudo o que eu tinha perdido na última semana,mas não estava nada arrependida,quer dizer tinha tido um dos melhores verões de sempre.
-Bem adeus.-despedi-me enquanto entrava na sala e lá estava o Duarte com uns rapazes da nossa turma,sempre era melhor do que estar a falar com aquelas raparigas histéricas qu se tinham sentado logo na mesa ao lado dele.
Sentei-me ao lado dele,olhei para ele e comecei a pensar se ele estava a gostar da escola,quer dizer ele tinha vindo para ali por minha causa e se não gostasse era tudo culpa minha!
-Então não estás arrependido de teres vindo para aqui?-perguntei enquanto tirava o caderno,ele franziu o sobrolho.
-Claro que não,eu sabia,antes de ir para o acampamento que ia mudar de escola,e porque não vir para aqui?-disse,mordi o lábio ainda sem acreditar.
-A sério?-perguntei.
-Claro que sim,mas para dizer a verdade acho mesmo que não mudasse ia acabar por vir para aqui.-disse,sorri um bocado mais convencida.
-Ok,só não queria ser responsável se odiasses isto aqui.-disse fazendo um ar tímido ele riu-se baixinho.
Quando tocou,para o fim do primeiro dia de aulas saí da sala com o Duarte,que foi comigo até á paragem de autocarros.Estávamos a falar quando a Ana telefonou-me.
-Olá!-exclamou.
-Olá,obrigada por não me teres dito nada.-culpei,o sorriu e ouvia a reclamar.
-Como se eu pudesse,a Teresa era capaz de me matar!-exclamou,ri-me abanando a cabeça.-Bem estávamos a combinar ir ao colombo,agora,vens?-convidou-me.
-Claro.O Duarte pode ir não pode?
-Não!Já disse á Teresa que o André não podia ir portanto esse aí também não pode vir!
-Vá lá!-pedi outra vez,o Duarte fez sinal a dizer que não era preciso,aliás que não queria mas ignorei-o.
-Não,olha daqui a dez minutos no McDonald's,ok?
-Ok.-disse suspirando,virei-me para ele.-Tás com sorte  que não tens de vir.
-Boa já tenho coisas combinadas.Lá com o João,lembras-te?-perguntou-me,esforcei-me para não revirar os  olhos,nunca gostara dele,mas agora como o João e eu estávamos na mesma escola era normal que eles se continuassem a dar.
-Então pronto,o meu autocarro é aquele adeus.-despedi-me dele e lá entrei no autocarro,acenei-lhe enquanto o autocarro começou a andar,ainda nem queria acreditar na sorte que tinha e agora ia ter com a Sofia a Teresa e a Ana,que sempre era bom.

6 comentários:

  1. Felizmente está a acabar tudo de forma perfeita! :D

    ResponderEliminar
  2. Eu amei tanto esta fic, não quero que acabe :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois mas depois ia acabar por ficar aborrecido :/

      Eliminar
  3. É pena já estar a acabar, é tão gira!!! Mas já temos outra!!! Ainda bem!!!

    bJinho :D

    ResponderEliminar