domingo, 7 de outubro de 2012

Nova fic.1ºcapítulo!! 0.0

Capítulo.1



Aviso:quando as letrinhas estão inclinadas é o que a personagem está a pensar.

Saio?
Claro que não,vou fazer figura de parva.
Bem mas tenho de me ir embora...
Há uma janela,e isto nem é muito alto.
Nem é uma má ideia...
Credo vem aí alguém,trancar-me na casa de banho,rápido!

Sentei-me em cima da sanita para ninguém ver que estava lá,pelos risos eram raparigas,o que era lógico tendo em conta que estava na casa de banho das raparigas...e pelos risinhos histéricos eram a Lindsay e Júlia,que sorte a minha... 
-Viste a Jessie?-perguntou a Lindsay,reconhecia a sua voz a quilómetros,encostei o ouvido á porta da casa de banho com cuidada para não cair.
-Sim.-disse a outra com o riso misturado com uns roncos.
-Que ridícula...espero que ela saiba que o Tyler tem namorada.-disse,enruguei a testa,oquê??Namorada?
-Pois,ela deve estar escondida na casa de banho ou alguma coisa do género.-opiniou a Julia,revirei os olhos,a esperteza de sempre.
-Não sejas burra,não está aqui ninguém,ela deve ter é ido para casa,não viste a cara dela estava parecia que ia começar a chorar baba e ranho.-gozou,semicerrei os olhos irritada,estava assim tão ridícula?
-Anda quero ver a cara do Tyler.-mandou a Lindsay.
Só quando as ouvi a sair da casa de banho é que me atrevi a pôr os pés no chão . Respirei fundo,não ia começar a chorar por causa da Lindsay ou da sua amiga burra,ou até por causa do Tyler...por esse até era capaz de chorar um pouco.Olhei para porta toda rabiscada,entre elas li "Lindsay és uma vaca" e  "Amo-te Mat.L" suspirei,eu era ridícula ao ponto de não aparecer nem uma vez nas portas da casa de banho.
Lá ganhei coragem e fui para o refeitório para ir á procura da Monica e da Taylor e sair dali para fora o mais depressa possível.
-Matem-me por favor.disse sentando-me no meio das duas.
-Não exageres Jess não foi assim tão mau.-consolou-me a Taylor,bati com a cabeça na mesa para afastar o episódio da minha casa.
-Estás a gozar foi horrível!Mas quer dizer só para aí quinze pessoas é que viram.-garantiu-me a Mónica mal viu a minha cara.
-Obrigada,isso faz-me sentir muito melhor Mon.Só me apetece meter num buraco e nunca mais sair,é mesmo isso que vou fazer.Ser uma cobarde e ir para casa,sem enfrentar,nada nem ninguém,nem tenho aulas á tarde.
-Pensa positiva Jess!Adeus.-despediram-se,atravessei o refeitório e o pátio da escola com toda gente a olhar para mim a rir-se ou a falarem baixinho e a olhar para mim,sempre me queixei de não ter atenção,pelo menos agora não me posso queixar disso 
Sentei-me na paragem de autocarro e não queria acreditar no que via,o Ron.
Não devia ser assim tão estranho tendo em conta que ele está na mesma escola que eu era meu vizinho,portanto devia apanhar o mesmo autocarro que eu,mas o estranho é que ele nunca,mas nunca apanhava autocarro,ia sempre de mota,o que,claro tem muito mais estilo do que andar de autocarro como qualquer outra pessoa normal.
Fiquei em pé quieta sem dizer nada,para o caso de ele ainda não saber o que tinha acontecido á menos de uma hora e também para não cair e fazer ainda maior figura de parva.

O autocarro vem aí,tenta não tropeçar nos teus próprios pés e fazer figura de parva,pelo menos uma vez na vida tenho de parecer normal!!!

Passei o passe e encostei-me á porta,tendo em conta que o autocarro estava pelas costuras,ele espremeu-se   e ficou ao meu lado.
-É por isto que eu odeio andar de autocarro.-queixou-se,limitei-me a acenar caso ela não estivesse a falar comigo,quer dizer já não falávamos para aí desde o quinto ano.Desde aí eu já tinha passado por muitas fases,óculos no sexto ano,no sétimo as tão temidas borbulhas e no oitavo aparelho...sim eu passei por tudo pelo menos agora estava no décimo e estava normal...dentro do possível,claro.Ele também passou por essas coisas,só que na primária,quando ninguém liga á tua aparência,o que foi uma sorte para ele,porque agora parecia que todas as raparigas da escola tinham um fraquinho e o estranho é que ele nunca teve uma namorada,pelo menos que eu soubesse.
Mal o autocarro parou na minha estação saí,andei o mais depressa possível até chegar a casa,que na altura era o único lugar onde eu conseguia andar direita durante um minuto.Estava sozinha,graças a Deus,fechei-me no quarto,liguei o computador,e fui para o meu blog,e fiz o que fazia melhor,escrever.

"E pronto eu sei como estou sempre a dizer que a minha vida acabou,mas agora é que acabou mesmo!
Estava a sair da aula de história,e o inevitável aconteceu,cruzei-me com o Tyler,ainda não tínhamos falado do que tinha acontecido no acampamento de verão,em que estivemos sempre aos beijos,mas estivemos a falar,até que eu,parva como sou,tentei beijá-lo,não ia ser na boca,era só mesmo na bochecha,e ele desviou a cara para eu não o "alcançar" e só por a caso estava imensa gente a ver.Pior do que isso a Lindsay estava a ver,antes que ele pudesse dizer alguma coisa,virei-lhe as costas e fui-me enfiar na casa de banho,o que é o que onde eu vou passar amanhã o dia.
Eu sei que tenho de falar com ele,para esclarecer as coisas,andamos ou não?Porque eu não quero ter um namoro ás escondidas"

14 comentários: