sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

**Capítulo.4**

**Capítulo.4**




Olhei para a mesa ao lado da minha que ainda estava vazia...já tinham passado quinze minutos desde que do toque,onde é que ela estava?Comecei a bater com a caneta na mesa,nervoso.
-Onde é que está a tua amiga?-perguntou a Madalena,uma rapariga que se sentava ao meu lado em todas as aulas e que mal tocava ela e seu grupinho me encurralavam e começavam a falar comigo sobre as suas e as vidas das outras pessoas,como se eu tivesse algum interesse em saber quem namorava com quem ou quem é que tinha comprado um vestido novo.Estava debruçada sobre a sua mesa para falar comigo e se dobrasse mais um bocado  quase que lhe poderia ver o umbigo de tão profundo que era o seu decote.
-Não sei,deve estar só atrasada.-respondi fazendo-me desentendido para ela me deixar em paz.
-Ontem vi-te a almoçar com ela e os seus amigos.-acrescentou a rir,respirei fundo,irritava-me profundamente quando ela se ria daquela forma,parecia uma junção de risinhos histéricos e maldosos ao mesmo tempo.
-Sim,qual é o mal?-perguntei bruscamente,ela arqueou as sobrancelhas sorrindo maliciosamente.
-Nenhum...é só que ela é um bocado estranha.-sussurrou,olhei para ela.Tinha o cabelo castanho comprido e mal tratado,estava a usar batom vermelho e tinha as unhas demasiado compridas e pintadas de vermelho berrante.
-Tu não és melhor Madalena.-respondi sem paciência,ela parecia já estar á espera daquela resposta porque estava com um sorriso irritante na cara.
-Bem eu pelo menos não dormi com metade da turma no ano passado.-respondeu a olhar para mim,para ver qual seria a minha reacção.Franzi a testa,de quem é que ela estaria a falar?
-O que é que queres dizer?-perguntei sem perceber,ela voltou a endireitar-se na cadeira e sorriu para mim.
-Estou a falar da tua amiga Margarida.-respondeu a sorrir,fiquei a olhar para ela sem saber bem como reagir.
Ela devia estar a mentir...Tinha de estar a mentir,isso não parecia nada coisa do género da Margarida.
Nesse momento a porta abriu-se e a Margarida entrou,estava a respirar muito rápido e tinha o cabelo desalinhado.Senti o meu coração a bater mais rápido quando a vi a aproximar-se da sua mesa.Tinha umas calças rosa quase fluorescente com uma camisola de manga curta com uma imagem dos "Beatles" a preto e branco.
-Olá,tudo bem João?-cumprimentou-me quando se sentou e tirava as suas coisas da mala.Fiquei a olhar para ela,a Madalena estaria mesmo a falar a sério?
-...hum,sim tudo bem.-respondi quando reparei que ela ficou a olhar para mim á espera da resposta.
-Segundo dia de aulas e estás outra vez atrasada,parece que afinal não mudaste muito desde o ano passado.-disse a Madalena dirigindo-se á Margarida,esta revirou os olhos.
-É bom saber que por baixo de tanto rímel ainda consegues ver alguma coisa Madalena.-respondeu-lhe e depois virou-se para mim com os olhos muito abertos:
-Nem vais acreditar no que me aconteceu!Houve uma velha que caíu no autocarro e motorista teve de virar para a levarem para o hospital e nem parou nos sinais vermelhos,poderíamos ter tido um acidente!Depois tive de sair do autocarro e vim a correr desde o hospital.Corri para aí durante quinze minutos...acho que nunca corri tanto em toda a minha vida.Acho que as minhas calças até estão um bocado mais largas.-ela parecia estar a contar-me uma história que lhe tinha acontecido,mas eu não conseguia prestar atenção.Estava só a olhar para ela enquanto ela ia falando muito entusiasmada,com os olhos muito abertos e sorrir para mim.Como é que alguém como a Margarida poderia ter alguma vez feito o que a Madalena tinha dito?Ela parecia ser tão inocente e ingénua.
-Consegues acreditar?Quase que ia sendo atropelada.-terminou abanando a cabeça,como se não acreditasse no que lhe tinha acabado de acontecer.Fiquei a olhar para ela,estava muito corada e sorria para mim,o que me fazia sempre sentir umas borboletas no estômago.
-Pois...


Espero que tenham gostado,desculpem por ter demorado tanto tempo a publicar


14 comentários: