segunda-feira, 6 de maio de 2013

Capítulo.15

Capítulo.15




Conseguia senti-la a apenas uns centímetros de mim.Aquele momento iria definir toda a nossa relação o que só contribuiu para eu não fazer a mínima ideia do que fazer.Se a beijasse ela podia ficar chateada mas se não o fizesse ela podia pensar que não gostava dela.Ou seja o melhor que tinha a fazer era ficar quieto á espera que alguma coisa acontecesse.Olhei para ela,ainda estava com os olhos enevoados e vermelhos das lágrimas.Não sei porquê mas o facto de ela estar com os olhos inchados e vermelhos e de ser provavelmente a pessoa que fica com pior aspecto quando chora só me fazia gostar mais dela.
Sem conseguir evitar sorri e ela sorriu de volta.Aquele era o momento,tinha de fazer alguma coisa ou ela ia pensar que eu era um cobarde.Pôs os braços á volta do meu pescoço,aquilo tinha de certeza de ser um incentivo.
Nesse momento a porta abriu-se e deixou entrar não só o vento mas também o barulho das pessoas a falarem e a riram.O ruído trouxe-me não só a mim mas também á Margarida á realidade.Não estávamos sozinhos na escola,porque á distância de uma porta estavam imensas pessoas que poderiam entrar em qualquer momento.Mas só naquele momento é que nos apercebemos disso.Ela apressou-se a retirar os braços e a afastar-se uns metros de mim.Franzi o sobrolho e olhei para a porta.Á minha frente estava a Madalena que estava a olhar para nós quase capaz de nos afogar nos lavatórios.Não estava a olhar para mim mas para a Margarida,que limpava os olhos com as palmas da mão.Apontou-lhe um dedo acusador e avançou uns passos.
-Tu és tão estúpida.Só porque ele te dá atenção e tem pena de ti já estás toda sobre ele.Mas vê se percebes uma coisa,ele como todos os outros está-te a usar.Quer dizer quem poderia de gostar de uma pessoas que anda por aí aos saltinhos e acha que tudo são arco íris unicórnios.-acusa parece capaz de arrancar a cara da Margarida mas esta parece que não está nada afectada.Provavelmente já ouviu pior.Depois vira-se para mim com um ar enojado.-E tu vê-se acordas.
Dito isto ela sai atirando o seu cabelo para trás.Agora qualquer ambiente que havia entre mim e a Margarida tinha desaparecido.Ela já não estava a chorar mas parecia um bocado chateada,não com aquilo que ela tinha dito mas pelo facto de ela ter entrado.Virou-se para mim e eu olhei para ela,agora sem saber mesmo o que fazer.
-Margarida...-comecei mas ela abanou a cabeça.
-Não tens de dizer nada,João.-aproximou-se de mim e voltámos á situação inicial.Mas agora não tive de pensar muito no que fazer porque quando se aproximou de mim quase que leu a minha mente.


Para quem não percebeu eles beijaram-se...achei melhor explicar isso.E sim,eu sei que a foto que pus não tem nada a haver com o capítulo mas estou sem fotos nenhumas de jeito.

12 comentários:

  1. Ahhh *-* finalmente um beijinhos entre eles! ;)
    Gostei muito! Aquela Madalena não perde uma oportunidade para atacar...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá c:
    Já esta a decorrer novamente o desfio do blog do mês!
    Passa por lá e participa!
    Beijinhos Ludmilla

    http://all-of-my-lifee.blogspot.pt/2013/05/desafio-blog-do-mes-maio.html?showComment=1367880308432#c1742054842983728584

    P.P - Passa a palavra*

    ResponderEliminar
  3. Finalmente beijaram-se! Adorei, continua (:

    ResponderEliminar
  4. Finalmente se beijaram :)
    Beijinhos docinhos**

    ResponderEliminar
  5. Acho o teu blog lindo *****
    beijinhos
    http://modernicespindericas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar