sábado, 5 de julho de 2014

Adeus.

  Adeus.

  Eu não tenho esperanças de que alguém veja este post ou que sequer seja comentado, mas precisava de escrevê-lo,de qualquer das maneiras, para demonstrar que não me esqueci do blog ou de qualquer um de vocês. Caso não saibam, eu sou uma pessoa com muitas inseguranças, muitas delas causadas por várias pessoas externas, para além de mim mesma. Sou muito introvertida e tenho demasiadas dificuldades em abrir-me a pessoas ou em deixar as pessoas conhecerem-me. Tudo isto porque ao longo da minha vida tive pessoas que abusaram da minha confiança e sensibilidade ou que simplesmente me foram desiludindo com o passar do tempo.
  Com isto tudo quero dizer que criei este blog numa altura em que não fazia a mínima ideia do queria fazer comigo mesma. Sentia-me inútil e que não tinha quaisquer qualidades, para além de me sentir bastante confusa e muitas vezes sozinha. Comecei a escrever e rapidamente me apercebi que era isso que queria fazer no futuro. Sei que é um caminho difícil de seguir, mas mesmo que nunca chegue a publicar um livro ou qualquer outro texto, sei que vou sempre continuar a escrever, pois essa tornou-se uma das únicas maneiras com que me posso expressar e realmente ser eu mesma. Quando escrevo, sinto realmente que estou a fazer algo para o qual nasci fazer e que quero mesmo seguir.
  Eu sempre adorei escrever aqui no blog, responder ao vossos comentários e também ver os vossos blogues, mas este ano decidi que tinha de parar de escrever nele, pois tornou-se tudo demasiado para eu conseguir acompanhar. Este ano mudei-me para uma turma nova, onde não conhecia absolutamente ninguém e, para além disso, a minha melhor amiga saíu da minha escola. Tendo em conta que eu sou uma pessoa muito introvertida e tímida foi difícil habituar-me à ideia que já não a ia lá ter na escola a minha comigo e isso deu-me muitas vezes muita ansiedade. Felizmente, criei rapidamente novas amigas que me ajudaram também pelo que tive passar neste ano. Com isso, estou a falar do facto de o meu pai ter sido diagnosticado com cancro de sangue em Janeiro. Tem sido difícil ultrapassar esta fase, ainda por cima, porque os médicos nos informaram que o meu pai vai ter sempre cancro, ou seja, que não o vão poder extrair e que, portanto vai estar constantemente a ser observado medicamente. Ainda é difícil viver com isto, porque nunca saberei se ele vai mesmo ficar bem e saudável, mas fez-me ver como a vida é inesperada e temos mesmo de aproveitá-la. Tenho de admitir que há ainda muitos dias em que só me apetece chorar com tudo isto, mas acho que já aprendi a aproveitar tudo o que tenho de bom na minha vida neste momento e simplesmente a tentar deixar-me a mim mesma ser feliz, que é às vezes uma coisa impossível eu conseguir fazer.
  Não quero que este post fique muito grande e, portanto quero só acabar por dizer que foi por causa de todo o apoio incrível que recebi, por todos os que liam e comentavam os meus capítulos que vou sempre saber qual é a minha paixão, porque,sinceramente, escrever tem sido e  sempre será o meu refúgio para quando tudo na vida é um bocado demasiado forte para mim. Portanto, obrigado por tudo.
  Se me quiserem contactar ou se alguma vez ( e quando digo alguma vez, quero mesmo dizer ALGUMA VEZ)  precisarem de falar com alguém podem falar comigo através do meu tumblr : http://theonewithcsl.tumblr.com/

Obrigado por tudo e vou sempre voltar aqui,
 Beijinhos

5 comentários:

  1. Tenho tantas saudades do teu blog... dos melhores! Força!! Vais ultrapassar isto, tenho a certeza. Conta comigo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Awww muito obrigada, asério. Foram esse tipo de elogios que me deram sempre o entusiasmo para escrever, não só aqui, mas também fora. Mas tive de me despedir por agora, porque se tornou tudo muito pesado, mas tinha de me despedir porque o blog significa muito para mim, tal como vocês.
      Obrigada, eu espero que sim.
      Muito muito obrigada :)))

      Eliminar
  2. Sempre adorei o teu blog, foi um dos primeiros que eu comecei a ler e que me incentivou a começar um blog. Vamos estar sempre aqui para ti, volta quando quiseres! We'll miss you, all the best ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito muito obrigada. Eu ,tal como tu, comecei este blog em inspiração noutro e portanto sei a densidade desse elogio. Nunca pensei que o meu blog significasse isso para alguém, o teu comentário fez-me o dia e provavelmente também o ano inteiro. Muito obrigada, era tudo o que poderia ouvir de alguém e mais.
      Já sabes, se alguma vez precisares de alguma coisa podes enviar-me uma mensagem através do meu tumblr.
      Muito obrigada, e gostei muito do teu blog :))

      Eliminar
  3. O teu blogue foi o primeiro que alguma vez segui, e sempre o adorei. Quando deixaste de publicar afastei-me e deixei de ligar muito, hoje, por alguma razão, lembrei-me de ti e decidi vir ver o que tinha acontecido e encontrei este post. Gostava de o ter visto a tempo mas só quero que saibas que compreendo as tuas razões e que te deseo toda a sorte do mundo para o teu futuro

    ResponderEliminar